OBESIDADE JÁ É UMA EPIDEMIA MUNDIAL

COGNIÇÃO É RELEVANTE

11 de julho de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA – NUTRIÇÃO: A BAIXA INGESTÃO DE VITAMINAS ANTIOXIDANTES ENTRE ADULTOS BRASILEIROS

CONTRIBUÍRAM PARA UMA MAIOR PREVALÊNCIA DE OBESIDADE, SOBREPESO, OBESIDADE ABDOMINAL, INTRA ABDOMINAL OU CENTRAL E OUTRAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS ESPECIALMENTE A OBESIDADE EFEITO SANFONA POR DESCONTROLE, BEM COMO UMA MAIOR DEFICIÊNCIA DE MICRONUTRIENTES E ALTAS TAXAS DE MORTALIDADE, ESPECIALMENTE AQUELES RELACIONADOS À DOENÇA CARDIOVASCULAR.

O Brasil está passando por uma transição nutricional. Antes o problema nutricional era a desnutrição, hoje estes números aumentaram muito para os casos de obesidade, sobrepeso, obesidade abdominal, intra abdominal ou central. Nos últimos 50 anos, o Brasil passou por mudanças nos hábitos alimentares, com maior ingestão de alimentos gordurosos, processados, carnes, gorduras e vegetais, bem como um baixo consumo de frutas, legumes e cereais. Estes aspectos, juntamente com um estilo de vida sedentário, contribuíram para uma maior prevalência de obesidade e devido esta alteração transitória com relação a obesidade, o próprio rigor com as prevenções nesta área, deixa mais visível o efeito sanfona de engordar e emagrecer e outras doenças crônicas não transmissíveis, especialmente embora com enfase, na obesidade e osteoporose bem como uma maior deficiência de micronutrientes e altas taxas de mortalidade, especialmente aqueles relacionados à doença cardiovascular. No Brasil apenas 2 a 3% da ingestão total de alimentos correspondem a frutas, legumes e verduras, que são importantes fontes de nutrientes com funções antioxidantes. 
Estas porcentagens correspondem a aproximadamente um terço da ingestão recomendados para a prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Antioxidantes são substâncias que, em altas concentrações, retardam ou minimizam a oxidação de substratos oxidáveis. As vitaminas A, C, E, e os minerais zinco e selênio são responsáveis ​​pela menor oxidação celular e molecular. O estresse oxidativo é um distúrbio do estado de equilíbrio do sistema pró-oxidantes / antioxidantes em células intactas, com consequentes danos a lipídeos, proteínas, carboidratos e ácidos nucleicos, levando à morte celular. A ingestão de alimentos ricos em antioxidantes está relacionada a uma menor formação dos radicais livres, prevenindo a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis como a obesidade, diabetes, hipertensão, AVC (acidente vascular cerebral), aterosclerose e dislipidemia. Atualmente, a obesidade é considerada a segunda maior causa de morte evitável na sociedade moderna. De acordo com dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2002-2003 do Brasil, 40,6% da população está acima do peso, com maior prevalência entre os indivíduos entre 50 e 70 anos de idade. O aumento da obesidade e o efeito sanfona assim como doenças crônicas associadas tem sido relacionado a um aumento na ingestão de calorias derivadas da escolha de dietas desequilibradas, ingestão de alimentos com alta densidade energética rica em gorduras e carboidratos, bem como um aumento progressivo nas porções de alimentos. Deve-se ressaltar que a maior ingestão de alimentos e de calorias por indivíduos obesos não está necessariamente associada ao consumo de alimentos que são fonte de micronutrientesEm geral, há uma ingestão insuficiente de fontes de vitaminas e mineral, que, no longo prazo, pode aumentar o risco do desenvolvimento ou agravamento de distúrbios metabólicosSem a ingestão de vitaminas antioxidantes vindas de frutas, verduras, legumes e outros alimentos terá um problema agravante na saúde da população, entre elas, a obesidade, sobrepeso, obesidade abdominal, intra abdominal ou central e o agravamento do efeito sanfona na tentativa de resolver este problema de qualidade de vida que esta nos comprometendo.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930


Como Saber Mais:
1. Antioxidantes são substâncias que, em altas concentrações, retardam ou minimizam a oxidação de substratos oxidáveis...

2. O que é transição nutricional. O que levou a isso...

3. A obesidade é considerada a segunda maior causa de morte evitável na sociedade moderna...

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO 
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:
Medeiros PM, Ciconelli RM, Chaves GV, Aquino L, Juzwiak CR, de Souza Genaro P, Ferraz MB. Antioxidant intake among Brazilian adults - The Brazilian Osteoporosis Study (BRAZOS): a cross-sectional study.Nutrition Journal 2011, 10:39 doi:10.1186/1475-2891-10-39.


Contato:
Fones: 55 (11) 2371-3337/(11)5572-4848 ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

www.obesidadeinfoco.com.br
www.crescimentoinfoco.com



Video


Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

Seguir no Google Buzz